Fevereiro 4, 2017

Centro de Custos – Parte I


Conceito

Um “Centro de Custo” é uma representação coerente da organização, dividido em departamentos, setores e atividades de venda e/ou produção, estes últimos considerados atividades fim em uma organização. O conjunto de todos os centros representam a empresa como um todo.  O centro de custos é muito utilizado como ferramenta estratégica na gestão de uma organização como uma maneira segura e eficiente de se agrupar receitas e despesas para uma análise no modelo de negócio e seus resutlados. Comumente é representado pelo organograma da empresa, abrangendo ainda todas as atividades administrativas e de produção.

Vejamos aqui o que pensam outros especialistas sobre o Centro de Custos:

“Centro de Custos é uma forma resumida de uma expressão maior: centro de custos e lucros. Representa cada segmento principal de uma empresa que tem uma relativa autonomia no que se refere à sua própria administração financeira, isto é, suas receitas e despesas.” (http://www.verscontabilidade.com.br/2015/09/28/centro-de-custos-o-que-e-e-como-aplicar-na-sua-empresa/).

“O custo é basicamente o que a empresa gasta para produzir o que será oferecido aos clientes. Aplicar o conceito de centro de custos em uma empresa é dividi-la em setores, para que se calcule os custos de cada setor individualmente.” (https://www.nfservice.com.br/conceito-centro-de-custos/).

“O custo é o que a empresa gasta pela produção dos produtos ou serviços que serão ofertados. Quando contextualizado ao conceito de centro de custos, diz respeito aos custos separados por centros de negócios da empresa..” (http://www.quickbooks.com.br/r/fluxo-caixa/como-controlar-melhor-os-custos-da-empresa/).

Tendo como objetivo principal monitorar o desempenho dos custos de uma unidade isoladamente e/ou associada a diversos outros centros, é possível então determinar o custo do m2 da área limpa de um determinado setor, o custo com refeitório para os colaboradores, o consumo em Kwh de cada departamento ou setor, baseando-se na carga instalada em cada unidade consumidora, o que representa cada centro dentro do contexto, o quanto em percentual cada centro colaborou para o custo de determinada atividade, dentre várias outras coisas.

Por isto, é indispensável entender o quanto é relevante a adoção do centro de custos como ferramenta na organização, sobretudo, quando se pode falar em controle de custos por departamentos, setores, atividades de apoio, produção e outras. Lembre-se que muitos dos custos são definidos através de rateios, então, cuidado para não torna-los muito subjetivo.

Vamos estabelecer como exemplo,  uma Planilha Padrão que desenvolvi, dedicando algum tempo como voluntário à APAE – Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais. 

Precisamos saber mais informações sobre esta entidade. Para isso, podemos montar uma série de perguntas nas quais vamos buscar as respostas entrevistando os atores envolvidos no processo. Feito as entrevistas, chegamos no seguinte organograma:

Este é o nosso o organograma (organograma APAE) e nosso centro de custos vai se basear nele. Cada parte da pirâmide representa um grupo e vai se subdividir em outros subgrupos, nos quais vão receber as despesas de maneira analítica, respeitando sempre os grupos a que as despesas pertencem.

Só para lembrar! A hierarquia é pressuposto na disposição da pirâmide, onde o topo é a alta administração e a base, a atividade fim da entidade, os alunos excepcionais matriculados, não matriculados, os assistidos na CASA-LAR (espaço que tem como objetivo oferecer a pessoas carentes – crianças, adolecentes e idosos,  a possibilidade de aprofundar e vivenciar a experiência completa de família e o suporte adequado a eles), dente outros.

Vamos criar uma planilha no excel baseada no organograma acima. A medida que ela vai se estendendo, vamos melhorando o design. É o embrião de nosso centro de custos.

O próximo passo é estender esta planilha com as informações da entrevista, pesquisa efetuada junto aos atores, onde já devem estar tabuladas, previamente estudadas, estruturadas e em conformidade com as respostas dos colaboradores e outros atores. Vamos estender a planilha com cautela e sempre procurando exemplificar cada centro de custos.

Nossa planilha identifica no primeiro momento o Código do Centro de Custos, a Descrição do Centro de Custos e o Tipo de Conta em que ela se classifica, podendo ser sintética ou analítica. A tabela vai se estender primeiramente em linhas e posteriormente em colunas e sempre do topo para a base e da esquera para a direita.

Estendendo os centros em linhas:

Estender as contas neste caso, é literalmente expandir e identificar os departamentos e setores a que as contas monitoram. Sendo assim, vamos criar os subgrupos de cada centro.

Código: 2.001.000 – Departamento/Setor: Centro de Custo Gestor

O Centro de Custo Gestor é o topo da piramide, Nele está alocado todos os departamentos de gestão da entidade. Lembre-se que não há possibilidade de exercer a atividade fim, sem exercer as atividades de gestão, as atividades meio – de apoio e auxiliares.

Código: 2.002.000 – Departamento/Setor: Centro de Custo Auxiliares da Administração

O Centro de Custo Auxiliares da Administração são responsáveis pela logística das atividades do Centro de Custo Gestor. Sendo assim, cuidam dos materiais, estoques, manutenção de automóveis, transportes, manutenção elétrica e mecânica do patrimônio.

Código: 2.003.000 – Departamento/Setor: Centro de Custo de Apoio

O Centro de Custo de Apoio está relacionado ao suporte e apoio que a APAE fornece para atingir seu objetivo descrito em seu  planejamento estratégico, o de exercer a atividade fim com excelência. Agregam receitas indiretamente e apoiam o atendimento psicopedagógico, agregando valor aos serviços.

Código: 2.004.000 – Departamento/Setor: Centro de Custo de Assistência à Criança

O Centro de Custo de Assistência à Criança tem relação direta aos centros indispensáveis  para que a instituição possa cumprir com seu propósito. Está relacionado ao suporte psicológico, psicopedagógico, professores especializados, médicos, profissionais da culinária, artesanato, fabrica de sabão, reciclagem, psicólogos, fisioterapeutas, dentistas, fonoaudiólogos, assistente social, nutricionista, consultórios e enfermaria. São os considerados centros essenciais e que demandam a fatia maior dos custos.

Código: 2.005.000 – Departamento/Setor: Centro de Custo das Atividades Fins

O Centro de Custo de Atividade Fim está relacionado com o propósito da existência da entidade APAE, relacionado a missão propriamente dita, a prestação dos serviços com excelência. Todos os outros centros de custos só existem em função da atividade fim da APAE. Isso porque, como declarado anteriormente, não é possível que empresas possam cumprir com seu propósito ou atividade do contrato social, sem obter uma estrutura que dê o suporte para os diversos outros setores em que a atividade exige, serviços de getão, serviços auxiliares e de apoio.

Sendo assim, o resultado de nossa Planilha Padrão é:

Em nosso próximo encontro – Centro de Custos – Parte II, vamos estender nossa tabela em colunas, determinando valores totalizadores, percentuais equivalentes e inclusive algumas formas de rateio.

Sobre o Autor

Analista e Desenvolvedor de sistemas sob demanda. Aplicações ERP (Enterprise Resource Planning) multi-tier. Entusiasta e focado nas boas práticas da administração. Consultoria e artigos nas área de Custos, Plano de Negócios, Planejamento Estratégico, DRE, Requerimento de Patentes, finanças e outros. Contate-me!


The following two tabs change content below.
Analista e Desenvolvedor de sistemas sob demanda. Aplicações ERP (Enterprise Resource Planning) em camadas e conexão via internet. Desenvolvimento de sites e e-commerce. Entusiasta e focado nas boas práticas da administração, escreve artigos na internet e desenvolve trabalhos de consultoria nas área de custos por absorção, plano de negócios, planejamento estratégico, plano de ação, demonstrativo do resultado do exercício, petições de requerimento de patentes, gestão de finanças, pessoas e rotinas administrativas em geral. Firmamos parcerias com empreendedores que desejam alavancar suas vendas e seu negócio através da divulgação e vendas de seus produtos em nosso e-commerce. Também desenvolve trabalhos na área de Marketing Digital, implementando estratégias de marketing mix (produto, preço, praça e promoção) e estuda as principais tendências e seus impactos nas decisões de negócios, utilizando os fundamentos de marketing de forma integrada.

Latest posts by Rogério Teixeira Martins (see all)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *